Portocel rumo a formação de cultura em segurança

A Afam Consultoria vem implementando junto ao líder mundial de exportação de celulose – PORTOCEL, a única especificação técnica do Brasil para Formação de Cultura em Segurança – FCS 168

A Portocel comemora o treinamento de seu programa de Formação de Cultura de Segurança iniciado em outubro de 2018. O projeto está sendo desenvolvido pela equipe da Afam Consultoria e recebeu o nome de 11 Elementos. Por ser uma estrutura flexível, a FCS-168 permite adaptações para cada perfil organizacional, então nossa especificação foi moldada a estrutura corporativa do Grupo Suzano chamada de 11 elementos.

Os 11 Elementos estão alinhados aos requisitos de diversas especificações de Segurança e Saúde Ocupacional nacionais e internacionais como ISO 4500, ISO 14001, Sistema de Gestão Suzano e FCS 168.

Fruto de uma parceria entre Suzano e Cenibra, a Portocel é o maior terminal portuário de celulose do Brasil. Localizada em Barra do Riacho, no Espírito Santo, a empresa movimenta aproximadamente metade da celulose exportada pelo país. A Portocel é cliente da Afam Consultoria há cerca de 2 anos. A Afam é uma das mais tradicionais empresas brasileiras de consultoria, treinamento e auditoria em Sistemas de Gerenciamento, e nosso programa de formação de cultura tem mostrado ao mercado ao longo destes últimos 15 anos, sua eficiência. São mais de 100 plantas utilizando nosso programa em mais de 11 países. A especificação FCS-168 é aplicável a manufatura e não manufatura, prova disso, são mais de 50 centros de distribuição com atividades que se relacionam diretamente com área de estoques e clientes, além de grande sucesso na área comercial. A Portocel por exemplo, é apenas mais uma comprovação que a FCS-168 é universal a todos os processos.

O projeto na Portocel foi conduzido por Rodrigo del Vecchio, consultor de SSO da Afam Consultoria, e compreendeu tanto sessões de consultoria quanto de treinamento. O maior desafio da equipe da Afam Consultoria foi adaptar as particularidades do programa de Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho da empresa capixaba à FCS 168, especificação técnica que promove a Formação da Cultura de SSO. Esse é justamente uma das principais vantagens da FCS 168. Ela permite a personalização do programa de Formação da Cultura de Segurança e Saúde Ocupacional segundo os níveis de maturidade e os aprendizados de segurança que a organização já possui.

Material de divulgação dos 11 Elementos, programa de Segurança e Saúde Ocupacional desenvolvido pela Afam Consultoria na Portocel.

Os 11 Elementos da Segurança da Portocel são:

(1) Liderança e Comprometimento: Engajamento, empoderamento, sentido de pertencimento e autorresponsabilidade.

(2) Identificação dos Perigos e Riscos: Panorama abrangente de todos os perigos e riscos relacionados com as atividades da Portocel e aquelas que a Portocel possui influência. Programa com vasta abrangência pelo fato da participação de muitos terceiros nas atividades portuárias.

(3) Requisitos Legais e Outros Aplicáveis: Fortes ações de gerenciamento para manter-se conforme junto aos requisitos legais e outros requisitos estabelecidos pela companhia e órgão internacionais.

(4) Objetivos, Metas e Indicadores de Desempenho: Crenças, valores, política, objetivos e responsabilidades definidas, comunicadas e implementadas junto a todas as interfaces da organização.

(5) Política Corporativa, Padrão Gerencial, Normas, Procedimentos e Instruções: Todos os padrões, regras, procedimentos e normas de segurança estabelecidas e implementadas, incluindo todas as atividades realizadas por terceiros e contratados.

(6) Comunicação, Reuniões, Diálogos e Campanhas: Programa de comunicação, “feedbacks”, compartilhamento de experiências, formação de comitês e subcomitês para contágio positivo de toda organização, diálogos de segurança, dentre outras ações foram definidas e estão em plena implementação.

(7) Capacitação e Comportamento Seguro: Ações para revisitar todas as competências comportamentais e técnicas necessárias para um processo de educação continuado junto a todos integrantes e terceiros. Processo de observação de comportamento implementado de maneira satisfatória.

(8) Auditorias e Inspeções: Processos para medição, avaliação, auditorias e inspeções foram implementados.

(9) Análise de Investigação de Acidentes, Preparação e Atendimento de Emergências: Todo o processo de relato de incidente, investigação de acidentes, atendimento a emergências em processo de implementação.

(10) Programas Portuários: Atividade portuária, por ser muito específica, necessita de cuidados operacionais especiais, então toda a atenção para implementação dos programas operacionais de controle para atividades portuárias.

(11) Análise Crítica do Sistema de Gestão. Cada um desses aspectos é supervisionado por um comitê específico, que é responsável por divulgar suas diretrizes e seus procedimentos. Análises de acompanhamento da evolução são feiras mensalmente poro toda equipe de liderança e alta direção.

Em outubro do ano passado, uma das fases mais emblemáticas do projeto de Segurança e Saúde Ocupacional da Portocel foi realizada com grande êxito. A empresa aproveitou a promoção da sua SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes) para oficializar sua carta de compromisso. Chamado também de Pacto de Segurança, esse documento registra a assinatura tanto dos funcionários quanto da alta direção da organização em prol da nova política de SSO. Assim, todos se comprometem com as normas de segurança da Portocel. Vários eventos, como treinamentos e feiras de exposição, foram realizados ao longo do mês de outubro para divulgar as diretrizes do programa 11 Elementos.

A Portocel, iniciou seu programa com o pé direito, pois de posse do diagnóstico e perfil comportamental da organização realizado pela AFAM, fez uma avaliação abrangente com toda a alta direção, seus gerentes e coordenadores para revisitar e definir suas crenças, seus valores e seus objetivos frente a segurança. As crenças limitantes foram discutidas e estão, a medida da evolução do projeto, sendo ressignificadas. O “feedback” e o reforço positivo está sendo praticado por todas as lideranças para valorizar as novas crenças, àquelas que fortalecem a prática do comportamento seguro em todas as atividades desenvolvidas na Portocel.

Com estas novas práticas e o novo “mindset” da Portocel, sabemos que em breve seremos mais um integrante das organizações com ZERO ACIDENTES que tem como seu valor mais importante a Qualidade de Vida e a Segurança de todos que trabalham com a Portocel.

Confira também os artigos abaixo

Princípio 05 – Como os líderes reagem ao fracasso

Para alinharmos nossos entendimentos, irei começar por alguns fundamentos do princípio 5: a) Este princípio direciona a organização para dois lugares distintos. O primeiro é CULPAR E PUNIR ou APRENDER E MELHORAR, porém IMPOSSÍVEL estar em ambos os lugares. b) Os...

Princípio 04 – O Contexto Impulsiona o Comportamento

Para entender e alinharmos nossos entendimentos, irei começar por alguns fundamentos do princípio 4: a) Os trabalhadores fazem o que fazem por uma única razão, a razão é que faz sentido para o trabalhador dado o contexto que ele vive e trabalha.b) Sistemas complexos...

Princípio 03 – Aprender a melhorar é vital!

Para entender bem este princípio, vou começar com 3 perguntas poderosas para provocar sua reflexão: a) Quais sistemas, processos e ferramentas você tem para obter feedback abertamente sobre sua organização? Quão fáceis de usar e disponíveis estão essas ferramentas...

Princípio 02 – Culpar não resolve nada

Todos se lembram que nós Seres Humanos cometemos de 5 a 7 erros por hora, não se trata de um número cabalístico, mas são estimativas feitas por pesquisadores do desempenho humano. Em sendo assim, culpar as pessoas que erram seria um contrassenso, não acham?,Bom,...

Princípio 01 – As pessoas cometem erros

Estudos a respeito de desempenho Humano e Organizacional tentam encontrar um número cabalístico de quantos erros os Seres Humanos cometem. Não temos certeza se este número esta correto, mas alguns autores diz que cometemos de 5 a 7 erros por hora, incrível não?? É...

HOP: Human And Organizational Performance – Desempenho humano e organizacional

Vamos falar sobre o “Desempenho Humano e Organizacional”- HOP. Por ser um tema um tanto quanto extenso, vamos dividi-lo em 5 partes, e por quê 5 partes?, porque são 5 princípios e irei pautar um princípio por capítulo, neste primeiro capítulo, irei contextualizar um...

27 de Julho Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho

A data é um marco histórico na luta dos trabalhadores por melhorias nas condições de segurança e saúde no trabalho.   O dia propõe uma reflexão sobre como os ambientes e processos de trabalho podem determinar tanto a saúde quanto os acidentes e o adoecimento dos...

Use a Gestão de Resíduos para proporcionar preservação ambiental, ganhos financeiros, ações sociais e conformidade legal

O que é resíduo Tudo que não tem mais utilidade direta para sua empresa e precisa ser descartado, é um resíduo. Dentre eles papel, plástico, papelão, vidro, madeira, eletrônicos, efluente, produtos químicos, hospitalar, entulho, lâmpadas, contaminados, etc. Por que...

O que são aspectos e impactos ambientais?

Aspecto ambiental é qualquer elemento que interage ou pode interagir com o meio ambiente de forma positiva ou negativa – resíduos, emissões atmosféricas, efluentes, produtos químicos, consumo de água, consumo de energia, consumo de materiais diversos. Impacto...

ISO14001 – Sistema de Gestão Ambiental

Através de uma combinação de controles administrativos e operacionais, a Gestão Ambiental tem como objetivo principal identificar e gerir seus aspectos significativos, de forma a mitigar ou eliminar os impactos negativos ao meio ambiente. Além disso, atender a...

Entre em contato!

Endereço

Alameda João Galego, 174
Santa Maria, São Caetano do Sul – SP
Cep: 09560-340