Equipes de Aprendizagem

A PRÁTICA DE “LEARNING TEAMS”: Aprendendo e melhorando a segurança, qualidade e excelência operacional 

por  Brent Sutton  (Autor), Glynis McCarthy  (Autor), Brent Robinson  (Autor), Todd Conklin  (Prólogo), Hugo Riberio  (Tradutor)

Os times de aprendizagem são grupos de pessoas que se reúnem periodicamente para discutir os processos e os sistemas de segurança para que se tornem ainda melhores e mais resilientes a falhas. já vou explicar a vocês como são formados estes grupos.

O grande desafio desses times é entender as diferenças entre o trabalho planejado e o trabalho realizado. caso tenham interesse, entrem em um buscador de sua preferência e procure por Work as Imagined vs. Work as Done .Vocês vão entender um pouco melhor o que outros autores dizem.

Eu estou projetando uma imagem para vocês entenderem melhor o que vou dizer quando escrevemos um procedimento para uma atividade, ou padronizamos algum processo para torná-lo mais produtivo e seguro,  não somos capazes de prever todas as instabilidades existentes na relação de ser humano, processo, sistema e equipamentos. 

E a maioria dos documentos ou padronizações levam alguém ou algo do ponto A ao ponto B de maneira linear, como se fosse uma máquina em funcionamento. Dificilmente conseguimos refletir em nosso procedimento ou padronização de rotina as instabilidades como sono, cansaço, desatenção, clima laboral, falta de pessoal, pressão pela entrega e planejamento apertado… enfim, situações que estão presentes no dia-a-dia e interferem diretamente na segurança das pessoas

Quem de vocês imaginam que precisam estar presente nestes times de aprendizagem? Eu já vou dar a formação destas equipes já já….calma ai, mas eu queria ouvir de vocês quem é a peça chave de toda esta estória?

Quem está na ponta da operação? Quem produz? Quem está todos os dias lidando com situações difíceis e expostos diariamente aos riscos?

Quem respondeu a operação acertou.

Times de aprendizagem buscam ouvir e refletir com as equipes operacionais. pessoas que executam o trabalho. 

um Dream Team para os times de aprendizagem seria: 1 facilitador que é claro precisa estar capacitado para conduzir reuniões de trabalho ser assertivo, conclusivo, enfim, pessoas que executam o trabalho (operadores, preparadores, técnicos, etc), o  líder da área, e um membro da segurança – grupos de 3 a 5 pessoas são os mais recomendados pela literatura.

E qual a missão destes times? A missão é ter uma forma de coletar boas informações para discutir e criar aprendizado.

O método de coleta é bem importante e pode ser estatísticas dos desvios de comportamento, os principais riscos da organização,  como quiserem. 

O processo possui uma metodologia clara que não consigo explicar aqui, porém posso despertar em vocês a curiosidade de se aprofundarem no tema. A metodologia tem 7 etapas e a essência é se utilizar de perguntas poderosas para entender “O que acontece, como acontece e por que acontece determinadas situações”. 

Nos times que eu tenho conduzido aparece muito descumprimento de procedimento de segurança, para ganhar tempo, porque os tempos de setup são muito apertados, às vezes para cumprir determinadas metas de produtividade, enfim pessoal. tem mais uma porção de questões que estão relacionadas a comunicação, interface planejamento e produção aparece de tudo. Vocês só precisam criar um ambiente seguro para o diálogo aberto. 

VOCÊS DISCUTEM AS METAS VERDES? POR QUE ESTÃO VERDES? E O QUE ESTÁ FUNCIONANDO BEM?

As equipes precisam estimular o pensamento crítico em segurança para as atividades diárias para assim ganhar inteligência organizacional em segurança.

os times precisam colocar muito esforço na compreensão dos problemas, quanto mais discutirem os problemas melhores serão os resultados da solução

Eu já disse aqui um dos pensamentos de Albert Einstein se eu tivesse 1 hora para resolver um problema, gastaria 55min  pensando no problema, e 5 minutos pensando nas soluções. 

É isso que os times precisam fazer, compartilhar experiências, entender o que está funcionando bem e o que não está funcionamento como planejado, tudo isso em um ambiente onde impere o diálogo aberto, honesto e com o objetivo de tornar os processos mais seguros.

Como eu disse, é um método que possui uma série de perguntas desafiadoras que provocam a reflexão. perguntas do tipo;

  1. como são realizadas as rotinas operacionais do dia-a-dia?
  2. o quão difícil é fazer as atividades?
  3. o que não faz sentido em sua opinião?
  4. o que você faz na prática, para deixar sua atividade mais fácil ou para fluir melhor?
  5. o quão é factível os procedimentos que estão na sua área? consegue cumpri-los de maneira integral?
  6. quais ferramentas para gerenciar os riscos você tem? como elas funcionam? bem ou mal?

Confira também os artigos abaixo

A importância de educar a liderança em segurança.

Esclarecendo o que é psicologia da segurança. Se você procurar a definição de psicologia da segurança, vai encontrar uma porção delas, porém eu escolhi uma que é citada no livro da juliana bley que é: parte da psicologia que se ocupa do componente segurança na conduta...

Princípio 05 – Como os líderes reagem ao fracasso

Para alinharmos nossos entendimentos, irei começar por alguns fundamentos do princípio 5: a) Este princípio direciona a organização para dois lugares distintos. O primeiro é CULPAR E PUNIR ou APRENDER E MELHORAR, porém IMPOSSÍVEL estar em ambos os lugares. b) Os...

Princípio 04 – O Contexto Impulsiona o Comportamento

Para entender e alinharmos nossos entendimentos, irei começar por alguns fundamentos do princípio 4: a) Os trabalhadores fazem o que fazem por uma única razão, a razão é que faz sentido para o trabalhador dado o contexto que ele vive e trabalha.b) Sistemas complexos...

Princípio 03 – Aprender a melhorar é vital!

Para entender bem este princípio, vou começar com 3 perguntas poderosas para provocar sua reflexão: a) Quais sistemas, processos e ferramentas você tem para obter feedback abertamente sobre sua organização? Quão fáceis de usar e disponíveis estão essas ferramentas...

Princípio 02 – Culpar não resolve nada

Todos se lembram que nós Seres Humanos cometemos de 5 a 7 erros por hora, não se trata de um número cabalístico, mas são estimativas feitas por pesquisadores do desempenho humano. Em sendo assim, culpar as pessoas que erram seria um contrassenso, não acham?,Bom,...

Princípio 01 – As pessoas cometem erros

Estudos a respeito de desempenho Humano e Organizacional tentam encontrar um número cabalístico de quantos erros os Seres Humanos cometem. Não temos certeza se este número esta correto, mas alguns autores diz que cometemos de 5 a 7 erros por hora, incrível não?? É...

HOP: Human And Organizational Performance – Desempenho humano e organizacional

Vamos falar sobre o “Desempenho Humano e Organizacional”- HOP. Por ser um tema um tanto quanto extenso, vamos dividi-lo em 5 partes, e por quê 5 partes?, porque são 5 princípios e irei pautar um princípio por capítulo, neste primeiro capítulo, irei contextualizar um...

27 de Julho Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho

A data é um marco histórico na luta dos trabalhadores por melhorias nas condições de segurança e saúde no trabalho.   O dia propõe uma reflexão sobre como os ambientes e processos de trabalho podem determinar tanto a saúde quanto os acidentes e o adoecimento dos...

Use a Gestão de Resíduos para proporcionar preservação ambiental, ganhos financeiros, ações sociais e conformidade legal

O que é resíduo Tudo que não tem mais utilidade direta para sua empresa e precisa ser descartado, é um resíduo. Dentre eles papel, plástico, papelão, vidro, madeira, eletrônicos, efluente, produtos químicos, hospitalar, entulho, lâmpadas, contaminados, etc. Por que...

O que são aspectos e impactos ambientais?

Aspecto ambiental é qualquer elemento que interage ou pode interagir com o meio ambiente de forma positiva ou negativa – resíduos, emissões atmosféricas, efluentes, produtos químicos, consumo de água, consumo de energia, consumo de materiais diversos. Impacto...

Entre em contato!

Endereço

Rua Niterói, 362
Centro São Paulo - SP
Cep: 09510-200