Como utilizar a abordagem de Riscos e Oportunidades a favor de sua empresa

Temos notado que apesar das últimas versões das normas da série ISO possuírem uma idade média global de mais de 5 anos de existência (ISO 9001:2015, ISO 14.001:2015, ISO 45.001:2018 e ISO 22.000:2018) as organizações ainda possuem dúvidas acerca do objetivo central destas normas, que é o planejamento baseado em riscos e oportunidades.

A maioria das organizações perdem a oportunidade de integrar sua gestão estratégica, aos conceitos normativos das normas da série ISO no que tange a arquitetura do sistema de gestão.

Veja o requisito: “As organizações devem levar em consideração questões internas e externas que possam afetar sua capacidade de alcançar os resultados pretendidos pelo seu sistema de gestão” e “determinar e possuir ações para abordar os riscos e oportunidades”.

Estes conceitos podem ser ampliados para toda a organização, e não apenas ao sistema de gestão em questão, caso a empresa perceba valor agregado no requisito.

Estes conceitos, estão escritos nas normas, e todos nós sabemos, o problema é que as organizações perdem a oportunidade de usar uma excelente ferramenta oferecida pelas normas internacionais para gerir, juntamente com outros instrumentos da administração, o seu negócio e obter uma gestão integrada e harmônica.

Conhecer as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças abre uma visão interessante para um planejamento adequado. Abre uma excelente oportunidade para revisitar nossos processos, avaliar a maneira de gerir nosso negócio, verificar nossa maneira de pensar, repassar nosso mercado, nossos concorrentes, nossos custos, nossa maneira de desenvolver pessoas, nossa qualidade, nossas ações sustentáveis, enfim, uma série de questões que nem sempre são exigidas em processos de certificação por não serem obrigatórias pelas normas, mas que levam as organizações a pensarem no “porque” das coisas.

Por que seguir um caminho de empresa socio ambientalmente sustentável?

Por que aprimorar nossa qualidade, nossa entrega, nosso custo, nosso preço e nosso nível de serviço?

Por que cuidar de nossa força de trabalho de maneira genuína, valorizando a qualidade de Vida e as pessoas.

Por que termos um produto mais seguro?

Por que proteger nossas informações?

O que pretendemos nesta matéria, não é apresentar uma metodologia para atender as normas da série ISO no que tange aos requisitos de “contexto da organização”, “necessidades e expectativas das partes interessadas” e “ações para abordar riscos e oportunidades”. Nossa intenção é incentivá-los a assistir um treinamento gratuito que fizemos utilizando-se da abordagem das normas internacionais, porém com uma visão um pouco além. Uma visão que leva em consideração as ações estratégicas e as necessidades empresariais para alavancar ou aprimorar um negócio.

Algo inovador que desafia qualquer gestor a pensar de maneira diferente ante ao seu sistema de gestão e aos resultados que almeja para seu negócio.

Trata-se de um repasse cultural que deve levar em consideração o compromisso genuíno da alta direção, de seus líderes e todo o pessoal que ali trabalha.

E-book de Riscos e Oportunidades

Treinamento Riscos e Oportunidades

E não perca o nosso treinamento gravado, pois é uma viagem por um dos episódios de “O SÓCIO” com MARCUS LEMONIS.
Veja como é possível integrar os requisitos normativos ao planejamento estratégico de qualquer empresa.

Confira também os artigos abaixo

A importância de educar a liderança em segurança.

Esclarecendo o que é psicologia da segurança. Se você procurar a definição de psicologia da segurança, vai encontrar uma porção delas, porém eu escolhi uma que é citada no livro da juliana bley que é: parte da psicologia que se ocupa do componente segurança na conduta...

Equipes de Aprendizagem

A PRÁTICA DE “LEARNING TEAMS”: Aprendendo e melhorando a segurança, qualidade e excelência operacional  por  Brent Sutton  (Autor), Glynis McCarthy  (Autor), Brent Robinson  (Autor), Todd Conklin  (Prólogo), Hugo...

Princípio 05 – Como os líderes reagem ao fracasso

Para alinharmos nossos entendimentos, irei começar por alguns fundamentos do princípio 5: a) Este princípio direciona a organização para dois lugares distintos. O primeiro é CULPAR E PUNIR ou APRENDER E MELHORAR, porém IMPOSSÍVEL estar em ambos os lugares. b) Os...

Princípio 04 – O Contexto Impulsiona o Comportamento

Para entender e alinharmos nossos entendimentos, irei começar por alguns fundamentos do princípio 4: a) Os trabalhadores fazem o que fazem por uma única razão, a razão é que faz sentido para o trabalhador dado o contexto que ele vive e trabalha.b) Sistemas complexos...

Princípio 03 – Aprender a melhorar é vital!

Para entender bem este princípio, vou começar com 3 perguntas poderosas para provocar sua reflexão: a) Quais sistemas, processos e ferramentas você tem para obter feedback abertamente sobre sua organização? Quão fáceis de usar e disponíveis estão essas ferramentas...

Princípio 02 – Culpar não resolve nada

Todos se lembram que nós Seres Humanos cometemos de 5 a 7 erros por hora, não se trata de um número cabalístico, mas são estimativas feitas por pesquisadores do desempenho humano. Em sendo assim, culpar as pessoas que erram seria um contrassenso, não acham?,Bom,...

Princípio 01 – As pessoas cometem erros

Estudos a respeito de desempenho Humano e Organizacional tentam encontrar um número cabalístico de quantos erros os Seres Humanos cometem. Não temos certeza se este número esta correto, mas alguns autores diz que cometemos de 5 a 7 erros por hora, incrível não?? É...

HOP: Human And Organizational Performance – Desempenho humano e organizacional

Vamos falar sobre o “Desempenho Humano e Organizacional”- HOP. Por ser um tema um tanto quanto extenso, vamos dividi-lo em 5 partes, e por quê 5 partes?, porque são 5 princípios e irei pautar um princípio por capítulo, neste primeiro capítulo, irei contextualizar um...

27 de Julho Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho

A data é um marco histórico na luta dos trabalhadores por melhorias nas condições de segurança e saúde no trabalho.   O dia propõe uma reflexão sobre como os ambientes e processos de trabalho podem determinar tanto a saúde quanto os acidentes e o adoecimento dos...

Use a Gestão de Resíduos para proporcionar preservação ambiental, ganhos financeiros, ações sociais e conformidade legal

O que é resíduo Tudo que não tem mais utilidade direta para sua empresa e precisa ser descartado, é um resíduo. Dentre eles papel, plástico, papelão, vidro, madeira, eletrônicos, efluente, produtos químicos, hospitalar, entulho, lâmpadas, contaminados, etc. Por que...

Entre em contato!

Endereço

Rua Niterói, 362
Centro São Paulo - SP
Cep: 09510-200